julho 31, 2016

"palestinianos": uma fábrica de ódio

Vejam como um pai tudo faz para o seu filho, eventualmente com 3 anos, ser morto. O soldado israelita cumprimenta-o e a criança diverte-se a apanhar pedras e lançar ao calha como qualquer criança. Enquanto isso o pai assanha-o como se a criança fosse um animal.

E o ódio que esta gente transporta que sentimos na Europa:


3 comentários:

Anónimo disse...

COITADO DO MENINO! É ASSIM QUE SE LHES INCUTE O ÓDIO! QUEM PRECISAVA DUM TIRO ERA A BESTA DO PAI!

Lura do Grilo disse...

O pai é também parcialmente uma vítima do ódio mas devia ter mais amor pelo filho (pelo menos)

FireHead disse...

Esta é uma táctica useira e vezeira dos muçulmanos «palestinianos». Ou melhor, dos muçulmanos em geral. Os «refugiados» também chegaram a fazer isso nas fronteiras europeias.