julho 11, 2016

Semear ventos e colher tempestades

Obama não só deixou parte do mundo em guerra: também excitou os ódios racistas no seu próprio país.

Um presidente que devia ser pacificador tornou-se incendiário: os ataques racistas a brancos pela organização terrorista e supremacista Black Lives Matter, fundada e apoiada pelos moamedes, ameaça propagar-se como o ISIS para abrir mais uma frente de batalha à civilização ocidental.

2 comentários:

Afonso de Portugal disse...

E pensar que este criminoso venceu o Prémio Nobel da Paz em 2009!... O

Ou melhor, não venceu, atribuíram-lho de forma escandalosamente injusta, com base em critérios completamente arbitrários!

FireHead disse...

É mesmo caso para dizer: YES, WE CAN!!!

Votaram nele, agora que se desenmerdem. E se tiverem juizinho, votam agora no Trump.