setembro 25, 2016

Israel na vanguarda

Enquanto o Obama tenta dar uma ajudinha aos terroristas que usam armas químicas atacando o exército sírio, enquanto a Turquia ajuda o estado islâmico por um lado e ataca o kurdistão pelo outro, enquanto grupos rebeldes se degladiam sem piedade por todo o médio oriente, enquanto Putin bombardeia os terroristas e o Irão dá uma ajuda a Primavera Árabe não floresce... definhou antes das flores aparecerem.

Apenas Israel se preocupa em tratar de borla os feridos desta guerra islâmica. Muitos enchem as bocas de crianças e as reportagens de crianças mas Israel faz (Blogue Amigo de Israel).

4 comentários:

João José Horta Nobre disse...

Viva Israel!

http://historiamaximus.blogspot.pt/2016/09/alguem-me-explique-o-que-e-que-os.html

Lura do Grilo disse...

Caro João

Os EUA precisam mais de Israel que o contrário: se há alguém que fez os EUA uma super potência foram os cientistas judeus.

Israel sabe defender-se: os EUA não e colocam-se de rabo para o ar perante as cleptocracias islamitas! Até pagaram ao Irão para libertar os militares que terão caído vitimas de numa manobra de interferência do sinal GPS.

Cumps

João José Horta Nobre disse...

«Israel sabe defender-se: os EUA não e colocam-se de rabo para o ar perante as cleptocracias islamitas! Até pagaram ao Irão para libertar os militares que terão caído vitimas de numa manobra de interferência do sinal GPS.»

Correcção: Obama pagou ao Irão e quem são os maiores e mais tenazes apoiantes da administração Obama e da bruxa Hilária, ora essa! Parece que são as elites judaico-sionistas, com o AIPAC à cabeça...

http://historiamaximus.blogspot.pt/2016/08/adivinhem-so-quem-sao-os-maiores.html

Lura do Grilo disse...

Caro João

Israel é um pais feiro de pessoas como nós: apanham o autocarro, andam de comboio, desejam viver em paz no pequeno território que lhe deixaram ou que restou do que deram para obter a paz e querem viver em paz. Há judeus fundamentalistas mas não matam nem esfolam e o Estado de Israel é um Estado de direito e laico: judeu, muçulmano, cristão e qualquer outro são iguais perante a lei e possuem direitos muito semelhantes. O país é pouco maior que o Alentejo, é auto-suficiente, é produtivo, é um viveiro de nova tecnologia e investigação fundamental. Não precisa dos EUA: os EUA precisam de Israel e a Europa ainda mais.

Produziu os maiores avanços de que beneficia a humanidade toda.

Pena termos expulsado os judeus: seriamos uma Suiça ou Luxemburgo.

O resto são teorias da conspiração que valem o que valem: são provadas e refutadas com argumentos semelhantes e de igual substrato.

Cumps