novembro 30, 2017

Obama discriminou as minorias cristãs perseguidas


1 comentário:

Oliveira da Figueira disse...

Obama não permitiu que os EUA reconhecessem o genocídio dos cristãos no Médio Oriente e mandou fechar as portas aos cristãos, os verdadeiros refugiados. De uma cajadada, deixou entrar milhões de muçulmanos nos EUA,e aplanou terreno para o Holocausto dos Cristãos. Documentámos amplamente na na secção "Obama" do nosso blogue.

Walid Shoebat, ex-terrorista jordano dito "palestino" e hoje cristão e Amigo de Israel, dedica-se a salvar cristãos nos países islâmicos, e já conseguiu até filmagens de matadouros de cristãos para efeitos de canibalismo, que também estão na Internet, nos sites do Shoebat e no nosso blogue. Basta "Googlar" "DESCOBERTOS “MATADOUROS ISLÂMICOS HUMANOS” PARA CRISTÃOS NA SÍRIA". O Islão aprova e pratica o canibalismo. Um muçulmano pode por exemplo comer (literalmente) as esposas, se tiver fome.

Os "merdia" são cúmplices, escondem a realidade e facilitam o extermínio dos cristãos ( e dos outros infiéis) e a invasão islâmica.

Já temos um Trump, esperemos que se lhe sigam mais. O Geert Wilders na Holanda já anda lá perto. O Reino Unido deixou esta choldra da UE. E o nosso Portugalinho, o que lhe tem valido é ser pobrezito para o nível de vida que os refujihadistas desejam.

OdF