março 15, 2015

Silêncio quase total

... sobre as manifestações (que alcançaram 1 milhão de pessoas em São Paulo) contra a corrupção que o PT -Lula e Dilma- trouxeram ao país ou sobre uma manifestação contra o aborto em Madrid. As pessoas reuniram-se no Brasil, com as cores da bandeira e não com o vermelho da internacional marxista, para dizer não e pedir o impeachment da deplorável "presidenta" que desvia uma comitiva presidencial (e o séquito de cabeleireiras) para comer bacalhau no Porto.

As TVs preferem noticiar uma dúzia de pobres diabos a choramingar pela TAP ou uns desmiolados a louvaminhar os piratas gregos, que apresentar a realidade. O Brasil vai-se revoltar e dizer chega, a Venezuela vai revoltar-se e dizer chega ... chega de miséria, de empobrecimento e de corrupção sem fim.

2 comentários:

Anónimo disse...

Jà no livro Por Que Falham as Nações ou autores referem o Botsuana como bom exemplo de gestão e organização. Para mostrar que a pobreza africana não é uma condição necessária do continente. Com governos sérios, que não enveredem pelas loucuras socialistas, pode-se lá ir. Também é um bom exemplo para a canalha esquerdalhóide europeia e americana. Os outros não se desenvolvem por causa do colonialismo, claro, e o Botsuana? não foi oprimido? poie é, deve ser por isso que os gajos nunca falam do país. Quanto ao Brasil, qualquer dia está como nos idos de oitenta, cortesia PT. Saúde.

FireHead disse...

Não é de admirar. Os grandes média são controlados.