maio 05, 2016

A imundice do PCP e dos seus ratos

Rita Rato, uma arrogante deputada da nação que o Povo sustenta como sustenta mais umas centenas deles, já confessou pouco saber da patológica tendência da ideologia do seu partido preconizar a eliminação de seres humanos pela fome, fuzilamento, miséria e campos de reeducação para os mais afortunados. 

A cassete do "nosso Povo" e dos "trabalhadores", que o Jerónimo transporta com a mesma indispensabilidade que as cuecas de algodão, é a palavra sagrada para estas relíquias estalinistas e bafientas que qualquer mente saudável já deveria ter esquecido.

Rita Rato tem a fibra KGBista de chamar hipócrita à dirigente do CDS por defender políticas de natalidade, isto sem sequer olhar para si própria como referente moral ou como mãe. Como diz "o professor mais odiado de Portugal" os comunistas odeiam crianças pois são um produto de empresas privadas.

Esta é a imundice de Abril! Este é o destino traçado de uma Nação profundamente doente que precisa de uma revolução total. Esta é a trajectória traçada por um governo de extrema esquerda em trilho de clara derrapagem.

3 comentários:

FireHead disse...

Só é pena uma grande maioria dos que dizem "25 de Abril sempre! Fascismo nunca mais!" estar completamente alienada da realidade. Quanto muito descartam-se dizendo que o que interessa é a liberdade e que se não tivesse havido o 25 de Abril nós nem sequer poderíamos estar a escrever o que escrevemos nos nossos blogues...

Bilder disse...

Podemos "agradecer" ao sr Soares(e companhia)por ter anunciado(logo a seguir ao 25 de Novembro de 75)que afinal o pcp era "necessário" à demo-cracia paralamentar.

Oliveira da Figueira disse...

Uma pobre ceifeira analfabeta, no Alentejo de há algumas décadas, ser comunista, é compreensível. Um adolescente idealista que acredita num mundo maravilhosos de igualdade, ser comunista, é aceitável.

Mas alguém que tenha aceso a informação sobre o total desastre que o Comunismo constitui(u) em todos os lugares onde foi tentado, é ser doente mental.

Sim, a economia de mercado e a democracia, têm muitos defeitos. Mas querer solucioná-los com o Comunismo, é querer curar uma dor de cabeça decapitando o paciente.

Não creio que esta Rata Rita não conheça a realidade do mundo comunista. Ela sabe como é, mas acha que é necessário para criar a sociedade ideal - aquela em que ela mandará, e os outros obedecerão. Em igualdade.