junho 20, 2012

O tempo dos terroristas na política

O Tribunal Constitucional de Espanha, pela mão dos nomeados pelo PSOE, deu luz verde à criação de um novo Batasuna. O PSOE sempre se deu mal com a Espanha: não é patriota. Busca a desagregação para se eternizar e para conquistar o eleitorado mais de esquerda. Os outros que ainda acreditam em canções de embalar são fiéis quanto baste.

Na Venezuela, no Equador, na Bolívia, na Nicarágua, na Argentina, no Brasil .. os presidentes são todos ex-terroristas.


2 comentários:

FireHead disse...

Em nome do nacionalismo o ser-se de Direita ou de Esquerda é praticamente a mesma coisa. E também muito facilmente engana as pessoas. É como o caso do "nosso" PNR, que é considerada extrema-direita (como, aliás, a FN francesa ou a Aurora Dourada grega) quando na verdade não tem nada de direita, mas sim de extrema-esquerda (nacional-socialismo, ou seja, nazismo). Só os ignorantes é que pensam que ser nacionalista é automaticamente de extrema-direita.

CAL disse...

Correto. Praticam a teoria de António Gramsci.