janeiro 27, 2013

Quem protege os pregadores do ódio puro e duro?


Abu Qatada will cost UK taxpayers £6m this year

Scandal of the bills we're picking up for hate cleric we can't kick out



Read more: http://www.thesun.co.uk/sol/homepage/news/4765055/Abu-Qatada-will-cost-UK-taxpayers-6m-this-year.html#ixzz2JAWeuEj6


Entretanto Gavin Boby, um advogado, e a lawandfreedomfoundation, estão a ter sucesso em bloquear a construção de novos centros de recrutamento, instrução e doutrinação para a ideologia travestida de religião que promove o apartheid religioso, sexual, racial, social e cultural na Europa. Estes centros são menos fiscalizados e mais fechados que um quartel em qualquer país ocidental.


3 comentários:

FireHead disse...

Não me parece que o islão seja globalmente racista. É mais em relação aos pretos, pois o próprio Maomé incentivou a escravatura destes e em árabe a palavra preto significa também escravo. O incrível é hoje em dia haver tantos muçulmanos pretos. Ou não gostam da sua própria raça ou são simplesmente uns ignorantes imbecis.

Lura do Grilo disse...

Os brancos também são visados. Praticam ainda a escravatura e designam os brancos por "white meat".

FireHead disse...

Curioso como há quem considere os árabes, que pertencem ao grupo semita tal como os judeus originais, como sendo da raça branca.