agosto 10, 2014

Histórias da Carochinha


Antigamente estavam no livro de leitura da primária ou eram contadas aos meninos junto à lareira no Inverno: o dia, especialmente no Verão, era todo para trabalhar no campo. Hoje em dia são as TVs que trazem as ditas histórias e uma privilegiada nestes dons raros é a TVI.  O pior é que são contadas aos adultos os quais tratam como crianças. Hoje à hora do almoço logo duas histórias seguidinhas:

  • Rui Veloso, pai do rock português, arruma as botas e sai da música. Mas não sai de fininho como o "chico fininho": sai zangado com tudo e todos e com o "estado do país". A verdade, pela minha Maria que tem ouvido afinado, já me tinha sido transmitida depois de o ouvir recentemente: o Rui Veloso já "não canta nada". É assim Rui: com a idade vamos perdendo a firmeza na voz e em muito mais. Quanto mais cedo te conformares melhor, mas não venhas com tretas: só te fica mal.
  • Cai um avião no Irão. Culpa: manutenção defeituosa devido a falta de peças por causa do embargo desde o tempo da maria cachucha. Tenham lá paciência: o Irão tem conseguida toda a alta tecnologia necessária ao desenvolvimento de mísseis e ao enriquecimento do urânio e não consegue as tais peças? Não brinquem com coisas sérias. O dinheiro está a ser utilizado em armamento e não em segurança. 

5 comentários:

carneiro disse...

Pareceu-me um antonov. Logo, de fabrico ocidental. peças embargadas pelo ocidente.

Pedro disse...

E o avião era um Antonov ! Estes jornalistas nem contas de cabeça fazem !

Bruno disse...

Todos os dias aparecem pérolas deste género. Considerando que os actores das histórias as criam para desculpar-se a eles próprios, por que razão os lorpas dos jornalistas gostam de servir estes pratos requentados? Fraquinhos e preguiçosos fazem copy paste do que recebem de lá fora ou de que aparece em jornais aqui ou ali. Mecanizados na sua estupidez perderam a capacidade de discernimento de valor e moral das coisas. Boa notícia é que pouca gente ainda liga ao que dizem.

Lura do Grilo disse...

Verdade .. era mesmo um Antonov. Vi de longe a notícia .. já não ligo. Apanho só as bojardas para me ir divertindo.

I. B. disse...

Por acaso eu, que já fujo de noticiários como o Diabo da cruz, calhei ontem a estar perto de uma TV à hora das notícias, e apanhei essas duas pérolas.

Quanto ao avião, os caros amigos já disseram tudo. Quanto ao Rui Veloso, também registei a costumeira fúria de quem se acha credor de adoração popular, e amua quando não lha dão em quantidades que satisfaçam o seu ego gigantesco.

O Veloso é uma daquelas vacas sagradas que costumam mugir em conjunto a cada aniversário da Abrilada (mais o Palma, o Godinho, o Vitorino e afins - os convidados variam, mas quem paga são sempre os mesmos: NÓS!).

Muito esquerdistas, muito idealistas, mas quando o pilim deixa de pingar como eles querem, aqui d'El Rei que "não me dão o devido valor"! E que a democracia é "Demo + Cracia".

O Rui Veloso teve a sua fase áurea, lançou um belo disco ("Guardador de Margens"), mas, com a idade, aquele feitio torcido e perpetuamente mal-disposto, afectou-lhe a voz. Parece que zurra, em vez de cantar.

Só espero que cumpra o que uma das suas cantigas afirma - o prometido é devido - e que não dê em regressar, quanto mais não seja para não ser mais um a termos que sustentar a pão de ló, nas milhentas homenagens e comemorações a que a Esquerda é tão dada.

I.B.