fevereiro 10, 2016

As bacoradas da Márcia

A Márcia Rodrigues, jornalista da RTP nos EUA por razões que me passam completamente ao lado, é uma das jornalistas que vive à custa de uma taxinha que aparece, fatal como a morte, na conta de milhões de famílias portuguesas.

A taxa dava para mais umas bicas ou uns pacotinhos de bolachas de água e sal mas não há remédio: ou seja temos que pagar e aguentar a pastilha.

Comentando as recentes primárias no New Hampshire e as manifestações de júbilo dos apoiantes dos vencedores, a criatura da RTP1 termina com alguma coisa parecida como "É notório o desconforto com os vencedores".
A tirada terá sido rebuscada a algum recalcamento profundo que nem Freud nem os cãezinhos de Pavlov conseguiriam explicar: talvez a Hillary a possa tratar.

2 comentários:

FireHead disse...

Ela ao vivo não é assim tão vistosa como na TV. E, ou é impressão minha, ou ela voltou a viajar comigo para Portugal, desta vez em Frankfurt. Doutra vez foi na Emirates.

Oliveira da Figueira disse...

Ah, a Marcinha... a famosa Mata-Hari da Buraca, que foi entrevistar o embaixador do Irão toda enrolada em panos pretos, e até luvas pretas levava, como Alves do Benfica :-)

É por estas e outras que na TV já só vejo documentários, música, desporto e comédia. Desinformação, dispenso. Mas é esta gente que molda da a opinião pública. O que Televisão diz, é a verdade absoluta para a maior parte da população.