janeiro 29, 2017

O bom pastor

O bom pastor pastoreia o seu rebanho em segurança: protege-o dos lobos. E se uma ovelha desaparece protege as que restam e procura-a para a resgatar. Nunca coloca o lobo no meio do rebanho ou sai à procura dele.

A atitude da Igreja tem sido a contrária: sucedem-se os convites a supremacistas islâmicos para virem ao altar católico ler o Corão. Eles aproveitam e fazem-no: lêem o Corão nas partes mais agressivas para Cristo, para os Cristãos e para todos pilares fundamentais do Cristianismo. Assim foi recentemente em Inglaterra, assim foi em Itália e assim foi no Vaticano. Protestar não vale a pena: um capelão da Rainha de Inglaterra (que aliás parece conivente com a islamização da Grã-Bretanha) protestou e teve que se demitir. A supressão dos símbolos cristãos por parte do clero para não desagradar aos islâmicos é mais um sintoma de uma Igreja derrotada e longe da sua tarefa fundamental orgulhosamente assumida por S. Paulo.

O Papa exorta os cristãos perseguidos a compreender as perseguições e, mesmo que indefesos, a construir pontes de diálogo.

O ambiente no Vaticano é de perseguição a todos os que se opõem ao Papa Xico. Recentemente o Papa obliterou, ou anexou literalmente, a Ordem dos Cavaleiros de Malta  que funcionava como um Estado soberano de há 900 anos a esta parte. Não podemos esquecer a importância desta ordem na defesa do cristianismo e dos cristãos que foram sucessivamente massacrados e erradicados do médio oriente pelos exércitos maometanos a golpes de cimitarra, conversão forçada e escravidão para os que restaram. As Cruzadas infelizmente foram pouco eficazes.

Com a sucessiva entronização de Erdogan, que chama a si todos os poderes da Turquia e vai suprimindo todas as manifestações religiosas cristãs e confiscando os bens ligados a igrejas cristãs, acho que o fim do cristianismo no médio oriente ocorrerá dentro de 10 a 15 anos. Na Europa talvez dure mais 15 a 30 anos a menos que algo de extraordinário ocorra.

1 comentário:

Fernando Liz disse...

Penso que foi só o Grão Mestre

http://www.tvi24.iol.pt/internacional/26-01-2017/grao-mestre-da-ordem-de-malta-demite-se-a-pedido-do-papa