junho 03, 2016

A verdade é agora um discurso de ódio

This week, the EU, in partnership with Facebook, Twitter, YouTube and Microsoft, unveiled a "code of conduct" to combat the spread of "illegal hate speech" online in Europe. The next day, Facebook suspended the account of Ingrid Carlqvist, Gatestone's Swedish expert, after she posted a Gatestone video to her Facebook feed — called "Sweden's Migrant Rape Epidemic."

6 comentários:

Bilder disse...

Os média europeus já há muito que fazem a sensura(ao mesmo tempo que continuam a criticar cinicamente a sensura do antigo regime) quando se trata de relatar factos/crimes de autoria de imigrantes/refugiados.

Lura do Grilo disse...

Cresce sobre a Europa a sombra de um totalitarismo pan-europeu

FireHead disse...

Mas... e a liberdade de expressão???

Oliveira da Figueira disse...

Confirmam-se os meus piores receios em termos de Internet.

João José Horta Nobre disse...

Welcome to 1984...

João José Horta Nobre disse...

«Confirmam-se os meus piores receios em termos de Internet.»

Caro Oliveira da Figueira, nesse caso e como parece ser alguém ligado à comunidade israelita, eu peço-lhe que por favor interceda junto da mesma de forma a pedir que alguns judeus malignos como o George Soros, parem de financiar o internacionalismo e a desestabilização do Médio Oriente:

http://historiamaximus.blogspot.pt/2016/05/o-judeu-spielberg-esta-preocupado-com-o.html

E antes que comecem as acusações de "anti-semitismo" contra mim, ficam desde já a saber que eu sou um apoiante do Estado de Israel, porque considero que os judeus têm todo o direito a ter uma Pátria onde viver, tal como qualquer outro povo.

Serei amigo de qualquer judeu que queira ser meu amigo, mas não posso também deixar de pedir aos judeus que tenham condições para tal, que por favor, denunciem a escumalha judia que anda a financiar movimentos internacionalistas e que são inimigos não só dos não judeus, mas dos próprios judeus.