junho 27, 2016

Marteladas

... agora são o mais de um milhão de arrependidos os votantes no BREXIT ("não sabemos como o averiguaram a menos que o voto não tenha sido secreto"). O visionário, tudólogo e muito ético MST acha que as pessoas mais maduras não são éticas ao terem votado BREXIT: tiveram boas reformas e agora, que o futuro do valor das pensões é muitíssimo prometedor,  tentam negar tais regalias aos filhos e netos por pura maldade e falta de solidariedade familiar. 

Numa UE, que tem o desemprego jovem em mais de 30%, é estruturante para o MST assegurar esta via com promessa de um futuro radiante.

4 comentários:

FireHead disse...

Não faz mal. Em Portugal também há gente que se arrependeu de ter votado no "sim" em relação à despenalização do aborto. Faz parte da democracia. É cagar e andar.

Dr. NO disse...

É mesmo cagar e andar porque havendo arrependidos de votar "sim" no aborto, ninguém faz uma repetição do referendo. Por isso, havendo arrependidos de votar no Brexit, agora que aguentem.

Mas isto é uma discussão falsa porque já vi uma sondagem (que não consigo encontrar) que mostra que não existem arrependidos: dos que votaram "sim" pelo Brexit, só 1% está descontente com o resultado. E o curioso é que dos que votaram pelo Remain, 5% estão contentes com o resultado de saírem!!!

Bilder disse...

check http://estadosentido.blogs.sapo.pt/vidas-dificeis-3729300

Lura do Grilo disse...

Caro Bilder

Excelente artigo no Estado Sentido! Não costumo seguir esse blog.

Cumps