junho 17, 2016

Estou-me literalmente borrifando para as palermices de Boaventura Sousa Santos

Foi logo de manhã. Tinha ido dar comer às galinhas: são sete! Uma é tão velhinha que penso em breve fazer-lhe fisioterapia nas pernas cansadas. Outra, velhinha também, acho que já não vê bem: fugia de mim e agora só foge quando estou muito próximo. As outras estão mais ou menos. Ao todo uma média de 4 ovos por dia: não está mal. Sinto o coração apertado por ver a alegria com que me recebem: puro amor. Pena depois de comerem já não me ligarem nenhuma.

Pois ... desviei-me do tema. Quando voltei já em rodapé na RTP passava a fantástica aventura do grande doutrinador das massas que é o Sousa Santos: ia a um festival de música cigana e rap. 

Estou-me &%&# lixando para as patetices da criatura: prefiro as galinhas a esgravatar.

5 comentários:

FireHead disse...

Música cigana e rap? Acho bem. É preciso conquistar popularidade junto às massas.

João José Horta Nobre disse...

O Boaventura sempre na vanguarda da Revolução!

Lura do Grilo disse...

"O Boaventura sempre na vanguarda da Revolução!" Está a fazer a revolução e a revolver as carteiras dos contribuintes.

João José Horta Nobre disse...

Eu sei por experiência própria o que a casa gasta:

http://historiamaximus.blogspot.pt/2016/02/a-pouca-vergonha-que-se-anda-passar-em.html

Eduardo Menezes disse...

Este Má Ventura embebedou-se no dia em que queimou o grelo, já lá vão uns bons 40 anos, e nunca mais bateu bem da bola.