junho 15, 2016

Sempre a celebrar a misericórdia

Robert Hall, canadiano, foi decapitado pelo Abu Sayaff depois de raptado num resort das Filipinas. A notícia passou ao lado da comunicação social como é aliás costume. O 1º Ministro canadiano deve rejubilar.

Os sádicos maometanos tiveram a delicadeza -como mensagem de paz, tolerância e amor- de deixar a cabeça numa Catedral em nome da aliança das civilizações e da igualdade religiosa.

Entretanto o mayor de Londres já começa a aplicar a Sharia.

2 comentários:

FireHead disse...

E depois ainda andam os totós preocupados com o facto das Filipinas terem eleito um ditador como o Rodrigo Duterte, que em alguns anos em Davao como governador, transformou uma cidade perigosa numa das mais seguras do país através da pena de morte. Mais do que nunca, é preciso mão de ferro para haver segurança. De que adianta a liberdade sem segurança?

Que foi fazer o tal canadiano que acabou decapitado nas Filipinas?

E que é que os londrinos esperavam ao terem pensado em votar no Sadiq Khan?

João José Horta Nobre disse...

Bem, se isso é a "misericórdia", imagine-se como seria a falta de misericórdia...