novembro 02, 2017

Ainda vamos tendo algumas coisas boas

Apesar da canalha em que se tornou quase toda a classe política ainda temos, de uma forma geral, uma regalia: poder beneficiar da noite, de caminhar à luz da lua e passear sem grandes medos.

Vou encontrando brasileiros que interrogo por simples, mas imensa, curiosidade.

- Que o(a) traz a Portugal?

A maioria foge da violência urbana. Encontrei uma jovem do Sul do Brasil que me disse: assaltada à pistola já o fui por duas vezes: temi pela vida. Por intimidação já lhe perdi a conta: imensas vezes.

Não podia sair à noite, não podia ter nada de valor, só podia andar com alguma segurança de dia, não podia passear só em local nenhum: não podia viver como uma pessoa livre.

Não sabia que se podia viver como vivo aqui. Os meus pais vão chegar em breve: vêm ganhar menos mas não se importam.

Os brasileiros que tenho contactado: gente boa, trabalhadora, ordeira e prestável.

2 comentários:

Ricardo Amaral disse...

Por falar em canalha política,no caso em Lisboa(vamos ver por quanto tempo a tal noite segura)https://blasfemias.net/2017/11/02/cml-o-soviete-do-be-e-do-camarada-medina/

Lura do Grilo disse...

Há sempre sítios difíceis. O que tenho ouvido -pelos meus padrões de vida fora de uma grande cidade- é um horror: um horror todos os dias.