fevereiro 26, 2013

A Europa Cómica

A Europa está cada vez mais cómica o que daria para rir se não fosse uma decadência imparável.

A UE financia lobby gays, movimentos pro-abortistas, movimentos feministas, movimentos judeo-fóbicos, força o aborto nos países membros que o rejeitam;

A UE força a calibração por tamanhos de produtos agrícolas, regula o tamanho das jaulas onde os animais são criados, impõe embalagens para tudo e para nada;

A UE tolera anti-semitismo, apartheid de mulheres, mutilações femininas, discursos de ódio, zonas de cidades onde já não se impõe a autoridade do Estado;

A UE importa massivamente imigrantes com baixas qualificações que subtraem ao ambiente europeu segurança, saúde e direitos humanos consagrados;

e a UE nem sequer é capaz de garantir que o que chega à nossa mesa corresponde às etiquetas sobre as quais sabiamente debita questões de forma.

Esta União Europeia não serve: não integra, não respeita, não protege, não aplica a justiça, não é amiga da paz! A UE é uma zona livre de máfias, radicais e trafulhas: uma Torre de Babel que confunde e deixa os europeus sem rumo, sem identidade, sem orgulho e sem raízes.

4 comentários:

I. B. disse...

Muito bem resumido.
Notório é o duplo padrão esquizofrénico de uma Europa que grita por todas as «liberdades» cá dentro e apoia todas as ditaduras lá fora.

IB

FireHead disse...

Vou-lhe roubar esta posta. :)

Anónimo disse...

Isso dos discursos de ódio deve se estar a referir aos discursos que os muçulmanos fazem na Europa a querem charia e estados dominados pelo islão, e está claro morte a quem insulta Maomé.

Anónimo disse...

Você censurou-me?