fevereiro 23, 2013

Odiar


Milhares de crianças palestinas em idade escolar têm recebido treinamento militar na Faixa de Gaza para prepará-las para a jihad (guerra santa) contra Israel.
..... cerca de 9 mil alunos de ensino médio já participaram dos 36 acampamentos em toda a Faixa de Gaza. Eles foram ensinados a usar vários tipos de armamentos e a manusear explosivos.


O treinamento está sendo realizado sob a supervisão do Ministério da Educação do governo do Hamas, e os acampamentos para treinamento receberam o nome de Al-Futuwwa (Cavalheirismo Espiritual).
... Al-Futuwwa era o nome do movimento jovem pan-árabe fascista e nacionalista, ao estilo da Juventude Hitlerista, que existia no Iraque nos anos 1930 e 1940. Em 1938, a organização jovem Al-Futuwwa enviou um representante ao congresso do partido nazista em Nuremberg, e, por sua vez, hospedou o líder da Juventude Hitlerista, Baldur von Schirach. Em 1941, o clube fascista pan-árabe Al-Muthanna e seu movimento Al-Futuwwa participaram do ataque Farhud contra a comunidade judaica de Bagdá.

Mais preocupante é que apenas algumas dentre as dezenas de organizações de direitos humanos sustentadas pelo Ocidente que operam na Faixa de Gaza levantaram sua voz contra o abuso de crianças feito pelo Hamas. Até mesmo o Fundo das Nações Unidas Para a Infância (UNICEF), que foi criado para trabalhar em favor dos direitos das crianças, sua sobrevivência, desenvolvimento e proteção, ainda não condenou o Hamas por recrutar crianças em idade escolar para seu aparato militar.


O treinamento está sendo realizado sob a supervisão do Ministério da Educação do governo do Hamas, e os acampamentos para treinamento receberam o nome de Al-Futuwwa (Cavalheirismo Espiritual).
http://www.midiasemmascara.org/artigos/terrorismo/13879-movimento-com-criancas-palestinas-de-estilo-nazista-prepara-se-para-a-jihad.html

1 comentário:

FireHead disse...

Este tipo de notícias não interessam aos apoiantes da causa palestiniana. Eles só vêem ódio a Israel. Vai na volta dizem que as crianças têm também o direito de defender a Palestina...