fevereiro 13, 2009

A Roubolução numa encruzilhada

Andam tensas as coisas em Caracas.

Primeiro a o colaboracionismo de Lula e sua Petrobrás com Chavez e a sua PDVSA -que já não tem dinheiro para pagar aos fornecedores- anda combalido. O problema está numa refinaria em Pernambuco que está a pôr estes "camaradas" de candeias às avessas: o dinheirinho dá muito jeito e a PDVSA precisa agora de tanto ... mas tanto.

Uma manifestação contra o "No" à "Enmienda", uma espécie de passaporte para dizer à boa maneira Mugabiana "Venezuela es mia", inundou Caracas e Chavez tremeu. A intimidação não funcionou e 1 milhão veio para a rua dizer "No".

A CNE, que até costuma ser bem mandada com o regime, mandou retirar cartazes pelo "Si "de algumas empresas públicas. Mais não merecia a indecente campanha Chavista que usa os recursos do Estado sem ponta de vergonha.

Lech Walesa, que provou as maravilhas dos amanhãs que cantam, desistiu de ir a Venezuela onde iria confraternizar com organizações não governamentais, devido à oposição de Chavez.

Entretanto nos cerros lá continuam a crescer os ranchitos, passados dez anos de subir ao poder um Presidente que dizia ir acabar com eles.

1 comentário:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.