janeiro 09, 2016

Eanes: o hipócrita

Ramalho Eanes, essa parda personagem que se empoleirou num mandato presidencial para criar um partido falido, foi chamado à RTP e à Judite para salvar do desastre o Névoa. 

Ramalho Eanes manifesta-se indignado com "a fome" em Portugal. Ramalho Eanes foi presidente da República entre 1976 e 1986: 10 anos de magistratura. Os anos de 1984 e 1985 foram anos de miséria e de salários em atraso depois de uma bancarrota, inflação de 30%, juros de 40% e desvalorização da moeda. Soares aplicou uma austeridade draconiana que levou uma epidemia de fome na Península de Setúbal. Eanes não se mostrou comovido com a fome a que o seu mandato assistiu.

Ramalho Eanes esquece mas nem todos têm tanta falta de memória. Não esquecemos Ramalho Eanes, não esquecemos Soares ... aliás, não somos como o Marcelo.

2 comentários:

Anónimo disse...

Eanes é xuxa. A criação do PRD deveu-se a Soares não se ter afastado como Eanes pretendia.
Eanes teve o mérito de ter combatido o golpe comunista em 75, ajudado pela embaixada americana.
Teve o demérito de ter fingido ignorar o SOS Casa Pia. Lá saberá porquê.

FireHead disse...

Mais uma múmia. Mas o mau é o Cavaco, claro.