novembro 08, 2014

Ex-activista gay defende o cardeal Burke

.....
Um dos improváveis apoiantes do cardeal Burke é um ex-activista homossexual de Wisconsin, Eric Hess, que escreveu um artigo na revista Celebrate Life intitulado, em português, "Saíndo de Sodoma". Em 1995, Eric escreveu ao bispo de La Crosse, em Wisconsin, dizendo que abandonava a Igreja para poder viver a sua vida de homossexual. "Para a minha surpresa, o (então) bispo Raymond Burke respondeu-me com outra carta, na qual me dava a conhecer a sua tristeza; disse que respeitava a minha decisão e que notificaria a paróquia na qual eu fui baptizado. Afirmou que rezaria por mim e que desejava que chegasse o momento no qual eu me reconciliaria com a Igreja". Na altura Eric achou Raymod Burke, que afirmou que o receberia de volta na Igreja de braços abertos, um "arrogante". O tempo passou, mas "o Pai, o Filho e o Espírito Santo nunca desistiram de mim", continuou Eric, que, a 14 de Agosto de 1998, decidiu procurar "um bom sacerdote" para se confessar. "A graça divina entrou na minha alma, num restaurante chinês, junto ao meu companheiro de mais de oito anos; naquela tarde, o Senhor chamou-me ao tribunal da Sua graça de cura". Naquele mesmo dia, depois de se confessar, Eric disse ao seu companheiro: "Preciso de voltar para a Igreja Católica". O seu companheiro de então compreendeu a sua decisão e disse-lhe: "Eu sempre soube que este dia ia chegar. Faz o que tiveres que fazer para seres feliz". Eric contactou o bispo Burke "para que fosse o primeiro a ficar sabendo que eu estava a voltar para a Igreja". "Um mês depois da minha reconciliação com Deus e com a Igreja, entrei na sala do bispo e ele abraçou-me. Perguntou-me se eu me lembrava de tudo aquilo que lhe enviei numa caixa anos antes (a Bíblia e imagens religiosas). É claro que eu me lembrava. Foi então que o bispo me devolveu a caixa, dizendo que ele sempre acreditou que eu voltaria". Acusado de homofobia, o cardeal Burke, que participou no recente sínodo dos bispos sobre a família, é considerado por Eric "um pastor de verdade, que para mim se tornou num pai espiritual, imagem do Nosso Pai do Céu". Ele "é difamado pela sua fidelidade a Deus, à Igreja e às almas", acrescentou.
.....

1 comentário:

FireHead disse...

O Cardeal Burke vai ser afastado para Malta. É lá que deve terminar a carreira de cardeal.