novembro 13, 2014

Xeidafome

Os enfermeiros continuam determinados a fazer greve. Apesar da emergência da legionella, dos pedidos do ministro e da necessidade dos pacientes, os enfermeiros vão para greve pois querem as 35 horas e regalias (sempre regalias). Declaram-se exaustos por fazerem umas compressas, medirem umas temperaturas e aplicarem umas pomadas.

A bandeira da qualidade da prestação dos cuidados de saúde e o facto do trabalhador médio fazer 40 horas e levar para casa pouco mais de 500 Euros, é-lhes igual ao litro.

Se este fosse um país digno o Ministro fazia uma requisição civil e a quem faltasse era-lhe apontada a porta de saída (para facilmente encontrarem ocupação com maior salário e menos horas de trabalho).

1 comentário:

FireHead disse...

Eles que façam greve quando os infectados forem os seus familiares.