novembro 10, 2014

Os idiotas úteis

Andou por aí um senhor com um barrete enfiado na cabeça intitulado Bispo da Igreja melquita. Segundo o bispo a causa da falta de paz é a guerra na Síria e o Estado de Israel já que antes tudo eram rosas. E se estes problemas se resolverem mais muçulmanos virão "falar connosco". Ora não estamos interessados que eles venham falar connosco. Quem persegue os cristãos não é o regime sírio nem Israel.
A solução de Myanmar parece a mais acertada: as chacinas islâmicas na Europa são bem conhecidas para cairmos noutras de ânimo leve. 
A guerra na Síria é assunto de tricas muçulmanas, a animosidade contra Israel é uma tara "palestiniana" de gente que nunca viveu em paz com ninguém e cultiva afanosamente o ódio. Israel não desencadeou qualquer guerra contra os seus vizinhos a não ser em legítima defesa. O problema no médio oriente é o islamo-nazismo que sempre minou a região: logo que as potências britânica e francesa abandonaram a zona, a paz e a democracia tornaram-se miragens excepto em Israel e, algum tempo, na Turquia (mas até aqui está em regressão).

1 comentário:

FireHead disse...

É engraçado como os imigrantes africanos ou muçulmanos que estão em Israel parece de lá não quererem sair de volta para os seus paraísos...